A Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib), em parceria com a Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (Flacso Brasil), lança a revista ATL 2022, trazendo um histórico dos Acampamentos Terra Livre e relatos das atividades da edição de 2022.

“Em 2022 chegamos ao marco de 18 anos de realização do Acampamento Terra Livre (ATL). Desses, foram dois anos de realização virtual, em razão da pandemia da Covid-19, na qual perdemos muitos dos nossos. No entanto, seguimos com as forças da ancestralidade, nos reerguendo e conseguimos voltar às ações presenciais com o tema: ‘Retomando o Brasil: Demarcar Territórios e Aldear a Política’, ocupando a capital federal de 4 a 14 de abril”, diz o texto de apresentação.

O Acampamento Terra Livre (ATL), a maior Assembleia dos Povos e Organizações Indígenas do Brasil, que acontece desde 2004, por regra todo mês abril, inaugurou um marco histórico para o Movimento Indígena, consolidando as estruturas para a contínua mobilização nacional dos Povos Indígenas do Brasil, possibilitando inclusive formalmente a criação da Apib. A revista sistematiza, além dos acontecimentos do ATL 2022, as reivindicações de todos os ATLs anteriores, consistindo em documento de consulta sobre a luta dos povos indígenas.