19 de Abril – Homenagem aos povos indígenas do Brasil

Neste dia 19 de abril, a Flacso Brasil celebra os povos indígenas do nosso país!

Temos como compromisso a garantia dos Direitos Humanos, o fortalecimento da participação e do acesso dos povos indígenas às políticas públicas e à educação. Estas disposições são objeto de diversos projetos e publicações da Flacso Brasil. Além disso, acreditamos na incorporação de pesquisadores(as) indígenas em nossos projetos como ferramenta para processos de empoderamento e protagonismo.

Conheça alguns desses projetos e publicações:

Pesquisas e Publicações:

  • Educação e práticas comunitárias: educação indígena, quilombola, do campo e de fronteira nas regiões Norte e Nordeste do Brasil é uma pesquisa que mapeou práticas, iniciativas, políticas, programas e projetos que garantam direitos educacionais para grupos vulneráveis nas regiões Norte e Nordeste do Brasil. No contexto da pesquisa, entende-se como grupos vulneráveis as populações do campo, de povos e comunidades tradicionais (PCTs), especialmente quilombolas, indígenas e populações de territórios de fronteira.

– Conheça o site: praticaseducativas.org.br
– Caderno: Educação Escolar Indígena
– Livro: Educação e práticas comunitárias: educação indígena, quilombola, do campo e de fronteira nas regiões Norte e Nordeste do Brasil

  • O Caderno do GEA, Volume 5, Número 10, 2016 – A questão indígena na Educação Superior traz relevantes contribuições de pesquisadores(as) indígenas e não indígenas que se dedicaram a estudar aspectos do ingresso de estudantes indígenas na educação superior. Não se trata apenas de quantificar esse ingresso, já que o perfil da população indígena brasileira impõe que a dimensão qualitativa dessa presença seja considerada. Os artigos discutem e analisam o quanto essa participação nas universidades reorganiza as relações sociais entre os membros da comunidade acadêmica, na mesma proporção em que incita a reflexão sobre os modos de produção do conhecimento científico.
  • Coleção Caravana de Educação em Direitos Humanos | Indígenas: Este caderno faz parte do projeto de disseminação das diretrizes nacionais de educação em direitos humanos para entidades e lideranças da educação não formal. Tem como objetivo “valorizar os primeiros habitantes desta terra, conhecer um pouco da cultura e dos saberes e desvendar suas origens e trajetórias”.
  • Universidade para indígenas: a experiência do Paraná é o oitavo volume da Coleção Estudos Afirmativos, do Grupo Estratégico de Estratégico de Análise da Educação Superior (GEA-ES) da Flacso Brasil. O livro reúne textos de profissionais que vêm atuando de forma direta na construção e consolidação de um programa de política pública no Paraná para o acesso de povos indígenas nas universidades estaduais, criado por meio da Lei Estadual nº 13.134, de 18/04/2001.
  • Coordenado pela pesquisadora indígena Rita Potyguara, o projeto “O enfrentamento da cultura do fracasso escolar como catalisador da construção de currículos específicos que valorizem os saberes, características formadoras e diversidade própria das modalidades de educação das populações tradicionais na região Norte do Brasil”, realizado em parceria com o Unicef Brasil, contribui com a análise e a revisão de alguns dos materiais que compõem a Estratégia Trajetórias de Sucesso Escolar, bem como com a elaboração de produtos que darão suporte a essa iniciativa desenvolvida pelo Unicef Brasil.

Conferências e participação:

A Flacso também atua em iniciativas para ampliação do diálogo com os povos indígenas através da parceria em eventos promovidos pelo movimento indígena, como o V Fórum Nacional de Educação Escolar Indígena, e da realização de Conferências Nacionais, como a II Conferência Nacional de Educação Escolar Indígena – CONEEI e a 1ª Conferência Nacional de Política Indigenista.