O Piauí está entre os estados com as menores taxas de homicídios do Brasil. É o que revela o Mapa da Violência 2012: A cor dos Homicídios no Brasil, divulgado nessa quinta-feira (29), em Brasília, pelo Centro Brasileiro de Estudos Latino-Americanos (Cebela), a Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (Flacso) e a Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República (Seppir).
Os dados comparativos são de 2002 a 2010. Em número de homicídios de brancos o Piauí ficou na 3° posição com a menor taxa de mortalidade do Brasil, 7,6. Ficou atrás dos estados de Alagoas e Paraíba. Já em relação ao número de homicídios de pessoas da cor negra o Estado ficou na 2° colocação com 15,0, atrás apenas de Santa Catarina com 13,3.
O estudo também revela que para cada pessoa branca morta no Piauí morrem duas da cor negra. Disparidade que acontece em todo o Brasil em índices ainda maiores. Segundo os registros do Sistema de Informações de Mortalidade, morreram assassinados no país 272.422 cidadãos negros, com uma média de 30.269 assassinatos ao ano. Enquanto a taxa de homicídios de brancos no País caiu 24,8% de 2002 a 2010, a da população negra cresceu 5,6% no mesmo período.
As cidades piauienses também não aparecem na lista entre os 100 Municípios com maiores taxas de homicídios de negros entre os 608 com mais de 50 mil habitantes. O Estado também tem a menor taxa de assassinatos de crianças e adolescentes do país, com um índice de 3,6 homicídios por 100 mil habitantes.
“Todos os estudos que tratam da violência no Brasil mostram que o Piauí está no caminho certo e esse retorno só foi possível graças a investimentos em segurança pública. Estamos aproximando a polícia da população através de programas como o Ronda Cidadão e modernizando a nossa polícia. Em um futuro breve vamos dar para o Piauí a segurança que ele merece”, disse o governador Wilson Martins ao analisar os resultados do mapa da violência no Brasil.