O Centro Brasileiro de Estudos Latino-Americanos (Cebela) e a Faculdade Latino-americana de Ciências Sociais (Flacso) acabam de divulgar o “Mapa da Violência 2012: A Cor dos Homicídios no Brasil”, de autoria de Julio Jacobo Waiselfisz.
 
O estudo focaliza a incidência da questão racial na violência letal do Brasil, tomando como base os registros de mortalidade do Ministério da Saúde entre os anos de 2002 e 2010. Verifica-se nesse período uma queda de 25,5% nos números e taxas de homicídios entre brancos, enquanto os homicídios de negros aumentaram 29,8%, ampliando ainda mais a brecha existente em 2002.

É analisado, ainda, a incidência da vitimização da pessoa negra nos estados, municípios e capitais brasileiras, tentando identificar os focos e os determinantes dessa violência.