Em 2010, a cada branco vítima de homicídio proporcionalmente morreram 2,3 negros pelo mesmo motivo 

‘Mapa da Violência 2012: A cor do homicídio no Brasil’ aponta queda no número absoluto de homicídios entre a população branca, entretanto mostra aumento considerável do número de vítimas negras. A tendência foi verificada tanto no conjunto geral da população, quanto entre os jovens. O trabalho, coordenado pelo sociólogo do Instituto Sangari, Julio Jacobo Waiselfisz, foi realizado com base nos dados do Sistema de Informações da Mortalidade do Ministério da Saúde (SIM/MS).

O levantamento aponta que o número de “homicídios brancos” caiu de 18.867, em 2002, para 14.047, em 2010, representando um recuo de 25,5%. Já a quantidade de homicídios de pessoas negras, no mesmo período, aumentou de 26.952 para 34.983, alta de quase 30%. A região Norte do país concentrou 125,5% das mortes de pessoas negras por homicídios entre 2002 e 2010. O estado do Rio Grande do Norte (Nordeste) veio em seguida, com 96,7% dos casos.