Especialização e Curso Internacional em Políticas Públicas e Justiça de Gênero

Objetivos

A Especialização e o Curso Internacional em Políticas Públicas e Justiça de Gênero oferecem um espaço abrangente de formação teórica e prática onde situações de desigualdade estrutural e específicas de gênero são analisadas a partir das disposições do sistema internacional de direitos humanos das mulheres, além de estudar sua abordagem a partir de políticas públicas.

O curso e a especialização se propõe especificamente a:

  • Realizar uma formação de alto nível destinada a desenvolver capacidades para a formulação, gestão e avaliação de políticas públicas orientadas para a erradicação das desigualdades e inequidades de gênero.
  • Aportar elementos conceituais e ferramentas teóricas que permitam a identificação de inequidades e desigualdades de gênero e sua abordagem nos instrumentos e convenções referentes a direitos das mulheres.
  • Promover e introduzir na prática enfoques integrais que permitam compreender a complexidade das situações de vulnerabilidade de direitos das mulheres e que reconheçam sua diversidade.
  • Formar e capacitar para o desenho, seguimento e avaliação de políticas públicas destinadas a garantir os direitos humanos das mulheres e meninas, com ênfase na valorização dos resultados.
  • Analisar as convenções, acordos e resoluções internacionais que reconheçam e resguardem direitos das mulheres e meninas e seu devido cumprimento pelos Estados.

Público envolvido

O Curso Internacional e Especialização são dirigidos a estudantes de pós-graduação, servidores(as) públicos(as) e do judiciário, integrantes do poder legislativo, membros e gestores de organizações não governamentais (ONGs), profissionais interessados em políticas públicas de gênero, ativistas e militantes de organizações e movimentos sociais e representantes de partidos políticos.

O Curso Internacional também será oferecido a estudantes de graduação.

Período

2017-2018

Equipe Docente

Alba Carosio (Universidad Central de Venezuela)
Alda Facio Montejo (Universidade de Nova York, Estados Unidos)
Berenice Fuentes (Universidad Nacional Autónoma de México)
Cayetano Nuñez (Universidad de Valencia, Espanha)
Diana González Perret (Universidad de la República, Uruguai)
Eleonora Menicucci (Universidade de São Paulo, Brasil. Ex-Ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres)
Eugenio Gándara Carballido (Universidad Pablo de Olavide, Espanha)
Laura Pautassi (Universidad de Buenos Aires, Argentina)
Luz Patricia Mejía (Secretária Técnica de Mecanismo de Seguimiento de la Convención de Belén do Pará (MESECVI) da Organização dos Estados Americanos – OEA)
Magdalena León (Universidad Central del Ecuador)
Magdalena Valdivieso Ide (Universidad de Chile)
Margarette May Macaulay (Universidad de Londres, Inglaterra. Membro da Comissão Interamericana de Direitos Humanos – CIDH)
María del Carmen Alanis (Universidad Nacional Autónoma de México)
Miguel Lorente (Universidad de Granada, Espanha)
Montserrat Sagot (The American University, Washington DC, Estados Unidos)
Rosa Maria Ortiz (Ex Vice-Presidente do Comitê das Nações Unidas dos Direitos da Criança y assesora de Direitos Humanos e Diversidade Cultural da Secretaría Nacional de Cultura da Presidência da República de Paraguai)
Silvia Pimentel (Pontíficia Universidade Católica de São Paulo, Brasil)
Virginia Vargas (Pontificia Universidad Católica de Perú. Fundadora do Centro Flora Tristán e da Divisão Latino-Americana de DAWN – Development Alternatives with Women for a New Era)

Estrutura do curso

A Especialização em Políticas Públicas e Justiça de Gênero terá duração anual. Para obter o título de Especialista é necessário realizar o Curso Internacional, dois seminários virtuais optativos dentro da oferta curricular, uma oficina de metodologia de pesquisa e elaborar trabalho monográfico final.

A obtenção do título de especialista requer a realização e aprovação do trabalho monográfico final, além da participação em, pelo menos, 75% das atividades e tarefas propostas pelos docentes.

Estudantes da Especialização e do Curso Internacional terão à disposição o apoio de tutores acadêmicos que acompanharão os seminários virtuais e orientarão a realização dos trabalhos finais.

Disciplinas

As disciplinas serão oferecidas em espanhol, português e inglês. A bibliografia também poderá ser oferecida nos três idiomas. As intervenções dos/as estudantes nos fóruns de debate poderão realizadas ser nessas línguas, assim como o trabalho monográfico final.

Parceiros

Conselho Latino-Americano de Ciências Sociais (Clacso)

Organização dos Estados Americanos (OEA)

Apoio

Agencia Sueca de Desenvolvimento Internacional (ASDI)

Mais informações aqui.