Estudo da Flacso é subsídio para projeto que obriga escolas a combater bullying

O Senado aprovou no último dia 17, projeto de lei que inclui entre as atribuições das escolas a promoção da cultura da paz e medidas de conscientização, prevenção e combate a diversos tipos de violência, como o bullying. Dados do “Diagnóstico Participativo das Violências nas Escolas”, estudo da Flacso Brasil realizado pela coordenadora da Área […]

Leia mais+

Juventudes na escola, sentidos e buscas: Por que frequentam?

Com o objetivo de conhecer a escola a partir dos jovens, a pesquisa “Juventudes na escola, sentidos e buscas: Por que frequentam?” revelou alguns mitos comuns sobre jovens e a escola: 1º mito: Eles não querem estudar, 2º mito: Alunos não valorizam o professor e 3º mito: A escola ideal é a que tem sala de aula tecnológica. Foram ouvidos mais 8 mil estudantes na faixa de 15 a 29 anos, o estudo foi realizado com o apoio da Flacso-Brasil, Organização dos Estados Ibero-americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI) e do Ministério da Educação (MEC).

Leia mais+

Senado aprova Plano Nacional de Enfrentamento ao Homicídio de Jovens

O Plenário do Senado aprovou o projeto que cria o Plano Nacional de Enfrentamento ao Homicídio de Jovens. A proposta (PLS 240/2016) é resultado dos trabalhos da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Assassinato de Jovens. O texto segue para a Câmara dos Deputados. O plano tem o objetivo de reverter os altos índices de violência contra os jovens no prazo de dez anos. O foco dessa ação social serão os jovens negros e pobres, que lideram o ranking de mortes nessa faixa etária no país.

Leia mais+

Revolução feminista

Mulheres se organizam em redes de apoio para ajudar umas às outras, combater a violência e o preconceito e conseguir mais respeito e oportunidades, em um vigoroso movimento que envolve famosas e anônimas e tem gerado mudanças cruciais na sociedade. Diante de tamanha mobilização, “feminismo” foi escolhida a palavra de 2017 pelo dicionário americano Merriam-Webster e a busca pelo termo no Google cresceu 200% desde 2016. O Mapa da Violência 2015 – Homicídio de Mulheres no Brasil mostra que a taxa de homicídios entre negras aumentou 54,2% entre 2003 e 2013. No mesmo período, a taxa entre brancas caiu em 9,8%.

Leia mais+

Especialização e curso internacional em políticas e justiça de gênero

Até 18 de março estarão abertas as inscrições para a Especialização e o Curso Internacional em Políticas e Justiça de Gênero modalidade virtual. As aulas acontecerão entre abril de 2018 a março de 2019 na modalidade virtual. O objetivo geral é oferecer um espaço integral de formação teórica e prática para analisar as situações de desigualdades estruturais e específicas de gênero com base nas disposições contidas no ordenamento internacional dos direitos humanos das mulheres e estudar sua abordagem a partir das políticas públicas. A promoção é do Clacso e da Flacso Brasil com apoio da Agência Sueca para el Desarollo Internacional e OEA.

Leia mais+

Aprovado plano nacional para reduzir assassinatos de jovens

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) aprovou o projeto que institui o Plano Nacional de Enfrentamento ao Homicídio de Jovens. O plano tem o objetivo de reverter os altos índices de violência contra os jovens no prazo de dez anos. O foco dessa ação social serão os jovens negros e pobres, que lideram o ranking de mortes nessa faixa etária no país. Mapa da Violência de 2016, o relatório aponta que os jovens, apesar de alcançarem cerca de 26% da população, correspondem a 58% das vítimas de homicídios praticados com arma de fogo. De 1980 a 2014, mais de 480 mil jovens foram mortos com arma de fogo no Brasil.

Leia mais+

Nota de reconhecimento ao Professor Theotonio dos Santos

A Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (Flacso), sede Brasil, manifesta por meio desta nota o mais profundo reconhecimento da importante contribuição de nosso grande mestre Theotonio dos Santos em defesa da educação pública e da democracia brasileira, bem como, para o continente latino-americano. Sua vida e obra marcam grandes reflexões e mudanças na Educação brasileira e da nossa Região e contribuem de igual forma no contexto mundial. Reconhecemos ainda, seu papel fundamental para o desenvolvimento de um pensamento crítico e inovador no campo educacional

Leia mais+