Plataforma digital Muxima vai criar rede de apoio para estudantes

Projeto busca doações para implementar plataforma de suporte pedagógico, psicossocial e financeiro para estudantes do ensino técnico e superior. Meta é combater a evasão escolar.

A Quijua Empreendimento Social e a Flacso Brasil (Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais) lançam nesta sexta-feira (03) uma campanha de financiamento coletivo para tirar do papel a Plataforma Digital Muxima, uma rede de apoio para estudantes do ensino técnico e superior.

A pandemia de Covid-19 e a crise econômica aprofundaram as desigualdades na educação e aumentaram a evasão escolar. Pesquisa do C6 Bank/Datafolha mostra que 16,3% dos estudantes de ensino superior deixaram de estudar durante a pandemia. No ensino médio, esse índice chegou a 10,8%.

“Sabemos que os problemas financeiros e emocionais estão entre as principais causas de evasão. A Plataforma Muxima quer dar aos estudantes o suporte que eles, infelizmente, não encontram na família e nas políticas públicas”, destaca Rafael Bantu, da Quijua Empreendimento Social. “Muxima significa coração e, como verbo, agradar a alguém com sinceridade; falar ao coração na língua banta. Uma comunidade que irá conectar estudantes do ensino técnico e superior com pessoas dispostas a impulsionar suas vidas.”

A proposta é inspirada nas iniciativas de universidades comunitárias negras nos Estados Unidos (EUA), nas experiências pontuais com vaquinhas solidárias ou em redes de apoio entre familiares. Ações que tentam reduzir as diferenças de oportunidade e de acesso aos direitos humanos básicos, especialmente em países que não priorizam a educação.

A equipe técnica e pedagógica da Plataforma Muxima será responsável por oferecer uma validação de candidaturas dos estudantes aos apoios, o acompanhamento da jornada acadêmica dos mesmos e a transparência dos recursos recebidos e aplicados. A construção da sustentabilidade do projeto se dará por meio de apoiadores individuais – pessoas físicas, parcerias com iniciativa privada, nacionais e internacionais, editais públicos e privados, recursos familiares e rendimentos de aplicação em fundo patrimonial.

Dos recursos arrecadados, 87% serão distribuídos para fomentar diretamente estudantes e 13% serão destinados à gestão do projeto Muxima (despesas administrativas, bancárias, jurídicas e equipe). Os jovens apoiados serão estimulados a fazer uma construção pactuada e a se comprometer em ampliar essa rede de transformação.

Entre os itens já previstos para destinação de recursos diretos estão: transporte; alimentação; auxílio moradia; creche; cultura e esporte; saúde; material de estudo. As formas indiretas de recursos são os ateliês de formação, apoio psicossocial e pedagógico.

Os estudantes terão acesso a ateliês de escrita para trabalhos acadêmicos/iniciação científica e ateliês de construção de habilidades críticas para o desenvolvimento sustentável, a equidade de gênero, o uso e governança das tecnologias, o empreendedorismo, a gestão financeira e o fortalecimento da democracia.

As contribuições para a Plataforma Digital Muxima poderão ser feitas por meio da rede de financiamento coletivo Benfeitoria. A campanha ocorrerá em quatro etapas durante seis meses. Em cada etapa, uma meta deve ser atingida. A primeira delas será de R$ 50 mil e visa financiar a fase inicial do desenvolvimento do código da plataforma. A última meta é de R$ 480 mil e envolve o início do funcionamento do sistema.

Serviço

Lançamento campanha Plataforma Digital Muxima
Site da campanha: https://benfeitoria.com/muxima
Assessoria de Imprensa: Paó Comunicação (61 – 99249-7074)