UERJ RETIRA PORTUGUÊS INSTRUMENTAL DO EXAME DISCURSIVO DO VESTIBULAR 2018

ED será composto por redação e duas provas específicas aos cursos escolhidos.

A Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) anunciou na tarde desta terça-feira, 8 de agosto, uma mudança “emergencial” na composição do Exame Discursivo do Vestibular Estadual 2018.

De acordo com a instituição, não haverá a prova de Língua Portuguesa Instrumental este ano, tendo como objetivo viabilizar a realização do Vestibular 2018 em meio a crise atual em que a universidade se encontra. O Exame Discursivo (ED) contará com uma redação (para todos os candidatos) e duas provas dissertativas específicas aos cursos escolhidos pelos candidatos.

Com a exclusão da prova de Língua Portuguesa Instrumental do Vestibular 2018, a leitura obrigatória da obra Dom Casmurro, de Machado de Assis, foi transferida para a Redação. Os candidatos precisam ler o livro recomendado, já que a produção textual desta edição será baseada em uma questão polêmica sobre o texto do autor.

Mudanças

No primeiro semestre deste ano, a UERJ anunciou o novo formato de seu Vestibular 2018. A organização do processo seletivo separou a prova de Língua Portuguesa Instrumental e Redação, que era uma das peculiaridades da seleção da instituição.

Com a alteração, o Vestibular teria uma prova de Redação e outra de Língua Portuguesa Instrumental (LPI), cobrando assim maior dedicação à leitura das obras literárias, as quais também foram retomadas para 2018.

Dom Casmurro seria a base para a prova de LPI, enquanto Morte e Vida Severina e Ensaio sobre a Cegueira seriam norteadores para a redação.

Outra mudança presente no Vestibular 2018 da UERJ é a ausência do curso de formação de oficiais da Academia de Bombeiro Militar D. Pedro II, do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro (ABM D. Pedro II/CBMERJ).

Mais informações no site da UERJ.