Universidade para indígenas: a experiência do Paraná é o oitavo volume da Coleção Estudos Afirmativos, do Grupo Estratégico de Estratégico de Análise da Educação Superior (GEA-ES) da Flacso Brasil. O livro reúne textos de profissionais que vêm atuando de forma direta na construção e consolidação de um programa de política pública no Paraná para o acesso de povos indígenas nas universidades estaduais, criado por meio da Lei Estadual nº 13.134, de 18/04/2001.

Organizador por Wagner Roberto do Amaral, Letícia Fraga, Isabel Cristina Rodrigues e André Lázaro, a obra é dividida em nove capítulos, entre pesquisas acadêmicas desenvolvidas por pesquisadores membros da Comissão Universidade para os Índios (CUIA) e análises e relatos de experiências vivenciadas na gestão do programa.

“A CUIA se caracteriza por uma experiência de coordenação integrada da política de educação superior indígena no Paraná, envolvendo sete Universidades Estaduais paranaenses, a Universidade Federal do Paraná, a Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Paraná (SETI), caciques e acadêmicos indígenas. É resultado da criação de vagas suplementares e específicas para os povos indígenas nas Universidades Estaduais do Paraná, iniciativa pioneira no país, garantindo o ingresso, a permanência e a conclusão da graduação de centenas de estudantes indígenas no estado”, explica Wagner Roberto do Amaral, professor do Departamento de Serviço Social e do Programa de Pós-graduação em Políticas Sociais e Serviço Social da Universidade Estadual de Londrina (UEL).

“As ações da CUIA se pautam pela garantia da democratização do acesso à educação superior publica no Paraná, buscando acompanhar os estudantes indígenas em suas necessidades pedagógicas e acadêmicas, bem como criar espaços interculturais acerca dos conhecimentos tradicionais vivenciados em suas comunidades de pertencimento e os conhecimentos aprendidos na universidade. Essa Comissão, que tem caráter interinstitucional, apresenta como centralidade a formação dos estudantes indígenas enquanto intelectuais e pesquisadores do seu povo, se apropriando da universidade para fortalecer suas lutas e conquistas, ” completa Amaral.

A Coleção Estudos Afirmativos dedica-se a publicar iniciativas de instituições que adotam políticas de ação afirmativa. O objetivo da Coleção é divulgar essas políticas e contribuir para a formação de um amplo repertório de ações institucionais com vistas à garantia dos direitos de acesso e permanência na educação, conquistados recentemente pela legislação brasileira, em âmbitos nacional e local. A publicação é fruto do Projeto de Extensão Grupo Estratégico de Análise da Educação Superior (GEA), resultado da parceria entre a Flacso Brasil, a Fundação Ford e o Laboratório de Políticas Públicas (LPP/UERJ).

O livro completo está disponível para download aqui.